Páginas

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Promoção da Banda @Bleffe - promova a cultura e ganhe um IPod



(Para saber mais sobre a Banda Bleffe, clique aqui)

Depois de lançar seu clipe de animação de Tarde Demais através de uma “Blogagem” Coletiva, o Bleffe mais uma vez lança uma ação colaborativa. (E eu, que sou meio curioso, resolvi entrar nessa.)

Agora a novidade é: a banda irá gravar seu novo single, e quem pode patrocinar é você, e ainda correr o risco de ganhar um IPOD Shuffle!! “Mas como eu participo?” – Você deve estar se perguntando...  É simples! Você vai preencher o formulário deste link, clicar no botão “doar” do PagSeguro e fazer uma doação de, no mínimo, R$5,00 (Cinco Reais). A cada R$5,00 doados você fará jus a um “cupom virtual”. Quanto mais você doar, mais cupons receberá e terá mais chances de ganhar o Ipod. (A frase é óbvia, mas é sempre bom lembrar.)

Qualquer dúvida, fale conosco.

O sorteio será no dia 29 de Janeiro de 2011, às 19hs.
O que você está esperando? Faça JÁ sua doação e entre na briga pelo Ipod!!!



quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Taí!

Eu, assim como o Caio Ranieri, resolvi fazer esse troço de responder a umas perguntas e passar a bola pra outro blogueiro fazer o mesmo. Então, vamos aos trabalhos.
------------------------------------------------------------------------------------------------
1 – O que pretendo fazer antes de morrer?

Estar vivo.

2 – Palavras ou expressões que mais falo.

"Uou!", "Bah!", "E aê, seu moço!", "Bah, guri!", "Tarde!" (puxando o 'r' em caipirês) "B'a noite!" e algumas outras que eu devo não perceber que falo.

3 – Coisas que faço bem:

Arroz, falar em público, e improvisar um hip hop freestyle. (É o que dizem! Sempre fico com um pé atrás na hora de falar sobre as minhas habilidades...)

4 – Meus defeitos:

Ser autocrítico demais! (Melhor ficarmos por aqui. Isso já resume todos os meus defeitos.)

5 – Minhas qualidades:

Sou paciente pra ensinar, procuro ser cuidadoso com as mulheres e me esforço em ver a qualidade das outras pessoas.

6 – Coisas que eu amo:

Se a pergunta fosse "Pessoas que eu amo", seria mais fácil

6a - Pessoas que eu amo

Meu pai, minha mãe, minha irmã e todas as outras pessoas. (O que me incomoda não são as pessoas, mas as atitudes de alguns. Queria que todos vivessem felizes, mas existem aqueles que não se contentam com suas tristezas e querem tirar a dos outros. Mostro meu amor a estes por não acender o fogo de suas tristezas, nem dando brecha

7 – Blogs para participar do desafio

Os que quererem. Fique a vontade para participar ou não.

------------------------------------------------------------------------------------------------
O que achou? Achou legal? Achou meio besta? Fique à vontade para comentar. Se acha que é tão besta a ponto de nem merecer um comentário, leia os outros posts. Deve ter um que te agrade. Vai saber...

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Bandas coloridas

Atendendo a um pedido de um leitor feito via Twitter , resolvi falar sobre bandas coloridas. Tanto que pesquisei um pouco mais para me embasar melhor, e os comentários às bandas coloridas que encontrei vão do êxtase à pura repugnância. Muita gente já noticiou, muita gente já elogiou, muita gente já avacalhou, e agora é minha vez de falar delas também - pelo menos tentar!

Quando falam em bandas coloridas, o que lembro primeiro é da banda Restart, depois da Cine. Pesquisei no Google Imagens a expressão "bandas coloridas", e só deu Restart! (O link é esse) Se você se aprofundar mais, vc verá que existe mais de uma banda colorida, mas a Restart acaba se destacando pelo figurino não apenas colorido, mas também berrante! (Não acho muito difícil de imaginar eles cantando com a Xuxa a música "Arco-íris". É a cara deles.) Resumindo: falou de bandas coloridas, é mais fácil você tender a pensar em Restart. Né?

São uma banda de rock? São uma boy band? As respostas que obtive se diferem muito. Pra quem odeia toda música que venha a agradar a maioria dos adolescentes, eles são uma boy band - mesmo que todos eles toquem um instrumento e não dancem. Pra quem curte o som deles, se arrisca a dizer que são uma banda de rock - mesmo sabendo que tem muito roqueiro que odeia esse título sendo dado à eles. Então... O que eles são, afinal? Talvez o tempo permita uma resposta.

Eu, particularmente, não compartilho do mesmo ódio que tanto propagam da Restart na Twittersfera e na Blogosfera, muito menos do frisson adolescente em cima de seus membros. (Na verdade, a única coisa que me incomoda é ouvir o PeLu cantando a parte dele no "Levo comigo". De resto...) Mas eu sei que, assim como aconteceu com outras bandas adolescentes, só o tempo dirá se são uma moda passageira ou se irão continuar, até mesmo conseguindo se consagrar como uma banda que atravessou gerações. Os Beatles também foram considerados uma moda passageira, e até que duraram um bocado... Calma, calma! Não acho que a Restart ou qualquer outra banda colorida tenha o mesmo calibre dos Beatles. Só usei os Beatles para ilustrar o conceito moda/tempo, ok?

Como acontece com a maioria dos meus posts, este ficará curto. Até porque não tenho muito o que dizer sobre bandas coloridas. Mas tenho abaixo alguns links da pesquisa que eu fiz sobre o assunto. Achei divertido ler e assistir às diferentes visões que alguns blogueiros possuem, e também algumas matérias em que a opinião não era o foco. Se quiserem, divirtam-se também. :)
-------------------------------------------------------------------------------------------------
Materiais de pesquisa.

Porto Alegre Comemora o Dia Mundial do Rock ao Som de Restart. Leia mais

Texto do jornalista André Forastieri, que usou a banda Restart para ilustrar o conceito "Rock de verdade" através dos tempos. Leia mais

Entrevista da banda restart no Jô. Assista

Texto de um blogueiro roqueiro xiita sobre Happy rock. Leia mais

"Restart é rock de verdade" - texto de André Forastieri. Leia mais

Resenha de um blog de moda sobre o estilo happy rock da banda Restart. Leia mais

Matéria do G1 sobre bandas coloridas. Leia mais

Artigo para meninas, de como adotar o visual happy rock. Leia mais

Artigo do crítico de música Sérgio Martins sobre as bandas coloridas. Não se mostrou muito empolgado com o novo movimento... Leia mais

Comédia MTV zoando com as bandas coloridas, usando como referência a Restart. Assista

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Beber água vs. Propaganda da Experiência 15 Bonafont

Verdade seja dita: o brasileiro bebe muito pouca água. É muito mais fácil o sujeito usar a água pra limpar a sua calçada do que pra se hidratar. Faz uma tarefa aqui, resolve outro problema ali, e a água nem sequer passa na cabeça do sujeito. Ele só irá beber um gole de água quando estiver morrendo de sede, e se estiver muito quente, ele irá beber tanta água de uma só vez que seu estômago irá ficar pesado, e sentirá seu corpo mais zoado do que a  4 ou 5 copos de 200 ml atrás. Mas beber pouca água traz mais problemas do que ganho de tempo por não bebê-la. 

Sim, é preciso que as pessoas se conscientizem e bebam bastante água durante o dia. Mas a propaganda que fizeram para promover a água mineral Bonafont, da Danone, é ridícula. Veja o vídeo abaixo (uns 30 segundos) e perceba a grande descoberta que a mulher da garrafinha fez.



Sim, minha gente! Ela descobriu que beber 2 litros de água por dia faz com que ela faça mais xixi! Ela se sente mais limpa por dentro!! Não, não estou falando que a qualidade dos produtos Danone deva ser contestada. Não, não é isso. Mas a campanha publicitária que fizeram para um de seus produtos me dá a impressão de que os consumidores de seus produtos são muito tapados para merecerem  uma abordagem dessas.

E eu faço um apelo à agência de publicidade responsável por essa propaganda: pelo amor de Deus e dos profissionais envolvidos neste projeto, NÃO façam uma besteira dessas de novo! Acho válido que se associe a marca da empresa à conscientização de se beber mais água para um melhor funcionamento do organismo de seus clientes, mas não à uma observação tão óbvia: "Bebi mais água e fiz mais xixi! Uau! Eu tenho entre 25 e 40 anos e descobri HOJE essa novidade! Me sinto mais inteligente por dentro!!"  Ah! Me poupe!

domingo, 14 de novembro de 2010

Música influencia?

Dizem que música não influencia. Dizem que quem escuta uma música que diz "Eu odeio a minha mãe e vou matá-la com um tiro de 12" e faz o que ela diz é um fraco da cabeça. Mas, por que existem músicas que, quando as escutamos, choramos de emoção? Se uma música é capaz de emocionar com um belo sentimento, será que ela não seria capaz de atiçar o ódio?

Deixarei este post bem curto mesmo. O resto, fica por conta de vocês. Deixe o seu comentário no link abaixo, chamado "Observações dos leitores".

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Oferecer comida por "educação" não é legal.

Existem certas regras comportamentais que eu não entendo. Uma delas é a do modo como devemos reagir caso alguém nos oferece um bocado de comida, seja um almoço seja um quitute qualquer.

Visualize a cena: você teve que ir na casa do sujeito pra resolver um assunto que pra você é importante. O sujeito te vê e te convida a entrar. A esposa do infeliz vê você entrando, te cumprimenta, e vêm com a pergunta: "Você quer almoçar ?" E você responde: "Aceito". - Pausa dramática -

A mulher se sente numa sinuca de bico.Afinal, ela esperava o tradicional "Não, obrigado!", mas vc aceitou, e o que ela fez de almoço mal dá pra ela e pro marido. Tudo bem, não vou ser esganado e vou comer um tanto que sobre pra ela e para o marido, mas daí eu pergunto: Pra quê oferecer por "educação" ? Se ofereceu é porque tem pra dar, né? Bom, teoricamente sim. Mas se você não quiser dar, pode dizer educadamente: "Olha, eu não tenho como te oferecer o almoço, mas um copo d'água pode ter certeza que é garantido!" Viu! É tão simples! Assim você age com educação e ainda quebra o gelo.

Então, se não quiser oferecer, NÃO OFEREÇA! Você não será mal educado se fizer isso. É só seguir a dica do parágrafo anterior.

sábado, 6 de novembro de 2010

Teleton - Um projeto que eu acredito

Sim, acredito mesmo! Tanto que eu estou com um banner no lado direito da tela que direciona para o site do SBT que promove o TELETON.

Porém, uma coisa me preocupa neste exato momento: a meta dos 20 milhões de reais para a nova unidade da AACD está muito longe de se ser alcançada. Até o momento foram arrecadados um pouco mais de 3 milhões de reais, e já são 17 horas, sendo que o programa TELETON termina ainda hoje!

É óbvio que não estou entre os blogueiros convidados pelo programa, mas espero fazer parte dum grande grupo de blogueiros que se sensibilizam, divulguam e doam, no mínimo, 5 reais para esta causa.

------------------------------

Update: O Blog Oficial do TELETON relata que já são mais de 6 milhões de reais em arrecadações às 20:18 hs. Sei não...

Update 2: No blog oficial: Teleton bate recorde de arrecadação com R$ 24 milhões

Update 3: No Twitter oficial do Teleton 2010: O #Teleton foi ontem, mas até o dia 09/11 nossos telefones ficam abertos.

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Ser ou não ser? Ter ou não ter? - Eis o artista

Este post eu originalmente escrevi no dia 17 de outubro de 2010, mas programei para postar mais tarde. Afinal, nunca se sabe o que pode me acontecer nesse meio tempo. Programando meus posts para serem publicados mais tarde - ainda mais os que tratam de assuntos que não são sobre eventos recentes - me ajuda a manter a regularidade deste humilde blog.

Bom, andei vendo pela blogosfera desabafos e observações de pessoas ligadas à arte. Percebo em muitos de seus textos um tom melancólico, sobre quão vazio pode ser o mundo das artes, seja ele o Felipe Neto, seja ele o Andrey (um artista e blogueiro de Curitiba).

Mas o engraçado nisso tudo é que o artista, mesmo sentindo um certo vazio nas suas realizações artísticas, ele fica agoniado se fica muito tempo sem expressar a sua arte. Eu, que gosto de ler, dançar e escrever, fico aflito quando fico muito tempo sem fazer nenhum dos três. Apesar do vazio que a gente às vezes sente, a arte nos preenche.

E artista é um bicho engraçado. Ele faz arte mesmo sem ganhar dinheiro. São poucos os artistas que ganham fama e rios de dinheiro, e mesmo esses que fazem parte do Mainstream precisam gostar MUITO do que faz. Afinal, arte é uma coisa que implica do artista se expor, seja em cima do palco, seja em frente duma câmera, seja dentro dum papel.

A linha que separa o artista fantástico do que causa repulsa é muito tênue. E até mesmo complicado de se explicar. Mas não é preciso conhecimento técnico para se saber da existência desse tipo de situação. É só você dizer que gosta de um artista que você verá isso acontecer. Para exemplificar, diga a um roqueiro xiita que gosta de Restart e Banda Calypso pra ver o quê acontece!

Bom, acho que é só isso. Divaguei muitas coisas, e é capaz que eu tenha me perdido em minhas palavras. Mas acho que quem for artista - ou não! - se identifique com este post. Sempre há momentos em que refletimos sobre nossas realizações e ficamos assim, melancólicos e suspirantes...

sábado, 30 de outubro de 2010

'O tempo voa, amor! Escorre pelas mãos.'

Minha mãe não é daquelas que tenta me proíbir incisivamente de usar a Internet. Porém, ela usou uma frase hoje que me fez pensar: "Você deveria usar melhor o seu tempo".

A frase citada acima tem em sua bagagem outras frase como: "Saia desse Twitter!", "Você só entra na Internet para ficar no Twitter", "Tá nesse porcaria de Twitter de novo!", "Vá ler um livro!" , "Use a Internet para estudar"e etc. Mas ultimamente mal tenho conseguido ficar tanto tempo na Internet quanto eu ficava antes. Sempre há uma sucessão de coisas para ver e fazer que, quando me dou conta, o dia já passou e já é quase meia-noite. Há dias que nem entro na Internet.

Mas, não vamos fugir do motivo de eu criar este post, que é a minha preocupação com o tempo que eu estou usando para os meus assuntos. Sim, isso preciso ver logo. Afinal, de 23 para 30 anos é um pulo, e de 30 para 50 é um piscar de olhos. (Falo isso porque não faz muito tempo que passamos por uma década inteira. Duas delas não seriam muita coisa...) Preciso ver como estou organizando o rumo da minha vida, senão vou me perder exageradamente no meio do caminho. Preciso de um objetivo fixo, e ir me flexibilizando conforme a vida for me dando decisões para tomar.

Se escrevo, consigo organizar e estabelecer uma linha lógica de raciocínio a respeito do tempo. Mas a minha ação deixa a desejar. (Tenho até medo de um empregador meu ler o que ando escrevendo a meu respeito. Queimaria o meu filme, e dificilmente conseguiria granjear a confiança de alguém.)

Uma das coisas das quais eu preciso parar de fazer para não gastar meu tempo à toa é não me concentrar tanto nas minhas burradas. A minha maior burrada é perder tempo me irritando com as minhas observações do tipo "Charlie, como profissional você é uma ótima pessoa!"Caramba! Tem gente que faz burradas piores e não fica se chicoteando tanto. Quem é que aguenta conviver com alguém tão chato assim! Eu não sei. Por isso prefiro dormir. Eu pelo menos tenho o dom de me dopar e me calar a boca sem usar nada químico ou letal.

Outras coisas inúteis em que não devo perder tempo fazendo vou colocar numa lista em separado. TENHO que fazer essa reflexão o mais rápido possível. Senão, terei que perder mais tempo pensando em formas de não desperdiçar o pouco tempo de vida e de juventude que me resta.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

"Charles é o cara!" - Quem disse foi o Charlie

Olá, caro leitor. Como tem passado? Como já sabem (talvez), meu nome é Charlie Dalton, e já faz um tempo que permito que um guri de Curitiba poste aqui, em meu blog, suas esporádicas observações. Talvez aconteça de um dia eu não concordar com algum post dele, mas tenho certeza de que deixarei um comentário que mostre isso. :)


Mas acontece de alguns acharem que eu e esse guri somos a mesma pessoa, e isso acontece por causa do nome que usamos. Meu nome é Charlie Dalton, e o do guri de Curitiba é Charles. Charlie e Charles - parece a mesma coisa! Mas não é! Eu sou de Guarulhos e ele do Paraná. Da minha casa pra dele dá cerca de 480 km, segundo o Google...


Enfim, peço que prestem atenção a esses selos abaixo. Toda vez que aparecer algum selo escrito "Observações do Charles" saiba que este texto não é escrito por mim, e sim pelo Charles. Eu quero sempre que todo o crédito seja do autor original, e não que seja dado sempre ao dono do blog - eu, no caso. 




(Aliás, que fique registrado que o post dele sobre O irmão mais novo já está a duas semanas no top 5 dos posts mais lidos neste blog. E o mais bacana é que este post  Aliás, o texto é muito bacana. Confiram neste link.)

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Falando brevemente sobre gurias (muito brevemente)

Resolvi lhes dar uma dica, caros membros do sexo masculino que agora lêem este post: jamais ache que uma mulher mediana irá se arrumar rápido quando lhe chamar para ir pra um lugar. Isso mesmo, elas não serão rápidas em se arrumar - mesmo que perto.  Sair de casa pra uma mulher mediana é um evento importante, mesmo que este evento seja comprar um chiclete sabor tutti frutti.

Saiba que ela não penteará o cabelo. Ela irá fazer escova, passar chapinha, passar maquiagem, escolher uma roupa, ver se o sapato combina, qual bolsa irá escolher pra sair... Enfim, ela fará o macho incauto esperar um bom bocado de tempo. Afinal, foi ele quem chamou...

Acredito que a maioria dos leitores que lê este texto tenha ciência disso, mas hoje eu vi que ainda tem homem que comete este deslize. Mas não será somente neste ponto que um homem mediano irá vez ou outra "deslizar" neste universo: o feminino. O ser humano é um ser complexo no geral, mas as mulheres extrapolam. Eu convivo com mulheres em casa quase que 24 horas por dia, e elas ainda conseguem me pegar de surpresa às vezes. (Mas confesso que consigo ter um certo jogo de cintura. Então, mais uma dica para os homens leitores deste blog: conviva mais com mulheres! Ajuda no refinamento da convivência).

Bom, só escrevi uma fração do que é conviver com uma mulher. Acredito que posts futuros farão delas um assunto interessante a ser tratado. (Agora fiquei curioso: o que vcs, mulheres, acharam do que foi dito aqui?)

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Juventude interrompida...

Meses atrás eu vi uma sucessão de notícias trágicas envolvendo jovens sendo mortos. Primeiro teve um guri de 14 anos que morreu na garupa da moto do pai dele, quando os dois voltavam do serviço. Aquilo quase me fez chorar, me causando uma sensação ruim em me imaginar morrendo novo, por um motivo banal, antes de conseguir dar aos meus pais tudo o que eles merecem de minha pessoa.

Só que mal eu me recuperava dessa notícia ruim, me aparece outra notícia, dessa vez dum guri que desaparece em Itapecerica da Serra, aqui em São Paulo, que mais tarde se descobre que ele foi morto por ACHAREM que ele era um bandido! Daí eu lembrei de um outro caso de jovem morto por bala perdida...e aí fiquei chateado.


Por causa dessas e de outras notícias comuns nos telejornais que eu evito assisti-los. Eu continuo me informando, mas evito ver notícia ruim. Abaixa ainda mais a felicidade que possuo. Já que está contribuindo para a minha tristeza, melhor ficar longe...

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Mineiros do Chile (É! Sou mais um postando sobre eles)

Depois de 69 dias confinados debaixo da terra, finalmente os mineiros do Chile estão sendo resgatados por meio de uma cápsula. Hoje o assunto foi praticamente esse o dia inteiro. No Twitter, eu fiquei acompanhando aleatóriamente na Timeline mundial os tweets com a palavra "mineiros", e o que mais achei foram piadinhas sobre o ocorrido, além de palavras de apoio aos mineiros e suas famílias. Eu selecionei algumas que eu achei legal (outras nem tanto) das que eu vi durante as 5 horas que fiquei vendo tv, a CNN Live pela internet e a Globo News Ao Vivo pelo desktop de meu pai. Enfim, aí estão os tweets.

(Obs: Muitos tweets estão formatados do jeito que eu peguei da Internet, mas já formato direitinho , com menos poluição. Fiz isso com medo de que o último mineiro fosse socorrido e eu não conseguisse publicar este post. Os autores dos tweets estão nos links acima de casa frase abaixo.)

Tweets sobre os mineiros - a minha seleção

@moebiusdiniz

Tinha que ter uns cientistas com mascara de macaco resgatando os mineiros e falando "WELCOME! TO THE WORLD OF TOMORROW!!!!"#futurama

@robgordon_sp

E se fosse no Paraguai? A Larissa Riquelme já estaria na frente da imprensa, sorrindo e com a capsula entre os peitos.

@robgordon_sp

Em poucas semanas, os mineiros do Chile deixaram de ser undergrounds e viraram pop.


david bowie para os mineiros: now it´s time to leave the capsule, if you dare! rs


@ponchohd

Porque necesitar de una desgracia para unirnos? Unamonos siempre y mantengamonos así!!!!!!#bienvenidomineros

@bqeg

Esse dia será feriado no Chile e ficará conhecido como Incontinencia Mineira.

@bqeg

Problema, se um mineiro peidar na capsula ela se expande e fica presa.


Na moral mesmo, será que os Mineiros que tão que nem Diglet vão ganhar Cafézinho e Pão de Queijo quando sairem do buraco?!


@rodrigoqt

Se o resgate fosse no Brasil: 10-O Profissão Repórter mandaria um estagiário coitado p o buraco p cobrir os "bastidores da notícia".

@robgordon_sp

HAHAHAHAHHA RT @fbjr: O Luciano do Valle trocaria o nome dos mineiros tudo.

@fagnermorais

33 mineiros dentro de um buraco/ 33 mineiros/ se eu tiro um/ quantos ficarão?

@luanbaltar_i

o filme dos #Mineiros ja está sendo negociado na GloboFilmes, e o protagonista será Fiuk, ja que seu porte fisico se encaixa com a tag #Fome

@rosana

#CoisasQAprendiComOResgate que os últimos serão os mineiros.

@bqeg

Imagino o Sergio Mallandro saindo 1o que todos e dizendo Rááááá!

@sensacionalista

Por precaução, Sonia Abraao foi vetada da cobertura do resgate dos mineiros

@robgordon_sp

Ai os mineiros saem do buraco e descobrem que estão num planeta governado por macacos. DÁ-LHE CHARLTON HESTON!

@fbjr

AAAAAAAHAHAHAHAHAHHA RT @bqeg: Ainda bem que o Capitao Nascimento não tá na mina. Senão não ia subir ninguém.

@jnoronha

Fosse no Brasil iam despedir os mineiros por justa causa pelo período que não trabalharam

@felipefaleiro

Ainda bem que são mineiros... porque se fossem baianos, ia demorar séculos o resgate.

@RealMateusMe

A nossa vida as vezes se parece com a situação dos mineiros do Chile. Nessa hora que vemos que sozinhos nunca há solução...


@lexdesouza

brasileiro é mesmo alma sebosa: 80% da minha TL tirando onda com os mineiros do #Chile.

@NatyFarkatt

Acho que se eu fosse um desses mineiros, já teria morrido de claustrofobia só de pensar nessa cápsula. É sério. :~

@GilMattos

Que agonia ver essa capsula subindo!#Chile #Mineiros #Resgate

http://twitter.com/#!/LeodeCastro/status/27203393796

Já pensaram se esse acidente da mina fosse no Brasil? O tanto de documentos que os mineiros teriam que preencher pra ser socorridos, nuuuuss

@marcelotas

Enganam-se quem pensa q eles estavam sem comida. A dieta dos mineiros chilenos tem tudo para se tornar um hit!

@jeufigueiroa

Depois da dieta das cores e da lua. Vem aí a dieta dos mineiros do chile.http://j.mp/aFGuUS Numa contigo próxima de vc.

@Odametal

RT @nicolasvargas: E se os mineiros virarem lobisomens e comerem o brigadista?

@kleberromao

Bem q podiam resgatar além dos mineiros, alagoanos, cariocas, pernambucanos, capixabas, sergipanos e demias brasileiros q estão sob risco.

@leon_hard

"Este resgate dos mineiros chilenos é um oferecimento das Corporações Capsula"#DragonBallFeelings

@luciosalimen

Já pensou se quando o resgatista chegasse, os mineiros pulassem nele e comessem o cérebro dele? Tipo aquele filme

@isaacramonpb

Gente, não pode brincar com coisa séria. Dizer que o Mick Jagger está torcendo pelos Chilenos mineiros... é muita sacanagem! rs...

@Ben_Hur702

quantas horas de reportagem no Fantástico vão ser transmitidas no próximo domingo sobre o resgate dos mineiros?

@JessicaMarquesP

Acho que esse resgate dos mineiros ta dando mais ibobe que o onibus 171 e o 11 de set. juntos. A data foi bem escolhida: feriado.

@denilsonlo

Vendo o resgate dos mineiros na CNN e minha sobrinha dispara: "Parece um filme da cadela Leslie". É Lassie filha!

@CarolAlbanes

RT @crisspaiva: depois dos mineiros chilenos, a expressão "do chão não passa" caiu por terra.

@raphafernandes

Dizem que os mineiros são um povo meio reservado, mas acho que ficar 70 dias escondidos debaixo da terra é exagero.

@DanielFMello

No Brasil seriam uns 3 anos pra retirar os mineiros. Até ter licitação pra escolher a empresa que faria o resgate...

@renatocarnaval

Boato de que os mineiros estavam fazendo campeonato de Buraco e Campo Minado é desmentido.

@RocheIle

Espero que o Mick Jagger não esteja torcendo pelos Mineiros do Chile.

@waydrag

os mineiros irão sair logo logo. quando souberem que RESTART ganhou 5 prêmios no vmb, vão voltar pra debaixo da terra! KKKKKKKKKK

@unkowski

Passou o resgate do mineiros e depois um reclame do Hipertensão. Globo trollando desde 1900whatever.

@_JoseVictor

Notícia: "Mineiros soterrados no Chile serão resgatados hoje." Minha tia: "Ué, não tinha trabalho em MG não? Tiveram que ir pro Chile..."

@RafaelaaC_

Falar "mineiros chilenos" soa bem estranho pra mim. Ou é de Minas Gerais ou é do Chile

@mcflyateamorte

"Últimas notícias do resgate dos mineiros no Chile" Eu digo: O que o povo minero foi fazer no chile?

@Roxy_queen

os mineiros vão subir, de okley, ray ban, Marc by Marc, Tom Ford ou a Carmen Steffens dos óculos, Roberto cavalli?

@denaise

poderiam chamar o Mario para salvar os mineiros do Chile. O Mario sobe e desce canos enormes sem capsula e nao demora muito.

@Weltonluis

O buraco será aberto agora, mas antes, um recadinho do TekPix.#resgatedosmineiros

@samsworld

RT @remulobrandao: já vesti minha camisa " BH espera por você " pra receber os mineiros resgatados !


Até na Argentina já fazem trocadilhos com os mineiros do chile e os mineiros de minas gerais. Globalização da falta de criatividade.


@angellrosa

@harpias o reality dos mineiros é o unico reality em q a pessoa torce pra ser eliminada

@carollalvarenga

não vou fazer o TCC hoje não..tô tensa com o resgate dos mineiros...#desculpasesfarrapadas

@tensoblog

NESSE MOMENTO OS MINEIROS ESTÃO INDO PARA O CONFESSIONARIO PARA FAZER A VOTAÇÃO DE QUAL DEVE SER O PRIMEIRO A SAIR DA CASA.#ESTAMOSDEOLHO

@fore

no comercial do amaciante Ypê tem uma msg subliminar com essas "capsulas" mágicas. justo no break do resgate dos mineiros

@FernandoTrento

Fico na torcida pro resgate dos mineiros no chile, embora isso não ajude em nada pro sucesso do resgate, mas tbm não atrapalha

@miraglialucas

Os atleticanos se encheram de esperanças ao saber que "os mineiros sairão do buraco".

@ritaroeder

Se esse resgate dos mineiros presos, fosse aqui no Brasil, no final teria uma show da Ivete Sangalo, com abertura do Skank.







sábado, 9 de outubro de 2010

Como comentar em nosso blog.

Este blog, apesar da pouca visualização, consegue motivar alguns a comentar sobre o que acharam do que é dito em seus posts. Mas a impressão que eu tenho às vezes é que muita gente não sabe como se comenta num blog. Ou pior: não sabem onde se comenta.

Talvez eu até esteja enganado, mas não custa nada eu ensinar como você, leitor, pode expressar o seu ponto de vista sobre o que foi dito aqui. A minha voz no vídeo não é das melhores, mas dá pro gasto.




quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Prêmio Top Blog 2010 - Eu participei...

Esse ano eu, Charlie Dalton, coloquei o blog pra concorrer ao Prêmio Top Blog, pra ver como funcionava o concurso. Já vi como funciona o processo de inscrição, o tempo que se leva pra que outros vejam meu blog e sintam se gostaram ou não do que é dito nele.

Além de tudo, percebi o tanto de blogs que se inscrevem para concorrer ao Top 100: cerca de 124.360 blogs, sendo muitos deles de autores pertences ao mundo da televisão. Logo, a coisa fica um pouco mais complicada pra quem é apenas da blogosfera. A grosso modo, são 100 chances de ficar no Top 100 (dãhr!) e 124.360 chances de não ganhar.

Dia 7 de outubro (amanhã) sairá a lista dos Top 100, e esse ano não acredito que eu venha a chegar ao "Top 100.00", quanto mais ao Top 100! Mas valeu a experiência. Não cheguei a conhecer pessoas, a passar por coisas diferentes, mas poderei dizer que eu participei de um Prêmio com meu humilde - e pouco visto - blog.

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Hipocrisia Institucionalizada

"A gente finge que ensina, e eles fingem que estudam", é a verdade velada na maior parte do ensino público do país. Uma boa parte dos alunos não têm o menor interesse em frequentar às aulas, quanto mais em aprender, o fazem por pura obrigação. Espertos que são, eles empurram os trabalhos, as provas, e com escárnio e sem esforço, são aprovados.

O governo, esperto que é, vende o peixe dos baixos índices de reprovação, cria cotas nas Universidades, filma jovens interessados e arrumados em escolas novas ou reformadas, impecáveis, com laboratórios, computadores e bibliotecas. O povo, os pais dos alunos, espertos que são, criticam o governo com alguns firmes comentários durante o jantar, mas quando começa a novela e o futebol tudo volta a ficar bem, os cidadãos podem descansar, pagar seus impostos e dormir felizes por mais um dia.

Os burros, os infelizes, são os professores. Talvez algum ideal ou vocação, sabe lá o que motiva uma pessoa a dar aula em escola pública, desperdiçar tempo e esforços para ser mal pago e desrespeitado. A maioria desiste, aprende a manha, se adapta ao sistema. Mas alguns gostam de apanhar e insistem em tentar fazer - que burrice! - os alunos se preocuparem com o próprio aprendizado.

E, assim, a tão falada esperteza brasileira popularizou e institucionalizou a hipocrisia, da instituição familiar à escolar.

sábado, 2 de outubro de 2010

Sobre ser corintiano

Eu já mostrei em posts anteriores várias de minhas observações, como também as observações e textos de outros. Hoje resolvi fazer isso de novo. É um texto de Paula Aftimus, do jornal Mais, daqui de Sampa, e ela publicou na sua coluna chamada Corneta.

Ela usou o Centenário do Timão pra ilustrar nesse texto o modo como um corintiano se sente. (Embora eu não seja exatamente um maloqueiro, eu faço parte desse bando de loucos, e esse texto descreve bem a nós e aos outros times que nos observam. Mas já adianto que não me sinto maior do que ninguém. Apenas orgulhoso do time que escolhi.).

Com vocês, o texto:

O time mais odiado

Por que o Corinthians é tão odiado? E não me venha com essa conversa de que você é "indiferente" pois, tratando-se do centenário do mês, menosprezar o "bando de loucos" apenas reafirma este incômodo diante do "time do povo". Sim, existe equipes rivais e até inimigas. Mas jamais um corintiano odiará tanto um outro clube outra torcida  como os demais "grandes" (ou nem tanto) abominam a massa de fiéis alvinegros. E o mais irritante é que, quanto mais se odeia um corintiano, mais ele se sente único e superior. "Só quem é sabe o que é", repetem, orgulhosos.

É como aquela garota razoavelmente bonita que, por ser popular, sente-se como a Juliana Paes do bairro, interpretando o desdém alheio como inveja pura. O pior? É inveja pura. E todos os que a olham torto sabem disso. Porque a menina, "que nem é tudo isso", sabe, com maestria, transformar tropeços em superação, defeitos em charme e suas conquistas em verdadeiras glórias. E isso dá uma raiva, não dá?

-------------------------------------------------------------------------------------------------
Corintiano ou não, comente. Se quiserem falar com a autora, tem o e-mail dela, que é:

E-mail: paula.aftimus@maisjornal.com.br

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Eu e o futebol

A minha história com o futebol não é de grandes amores, mas também não me causou um ódio mortal. Ela é meio confusa, mas ela existe.

Quando eu era criança, cheguei a fazer parte de um time de futebol: o "scret" (Assim se pronunciava - mais ou menos - mas não me lembro de como se escrevia.) Eu nunca fui muito bom em campo. Então, a vaga que me sobrou foi a de goleiro. Tinha dias que eu defendia bem, noutros nem tanto, mas era assim que foi acontecendo.

Foi na época de criança que eu passei de são-paulino a corintiano. Meu pai, desde pequeno me vestia com a camiseta do São Paulo na esperança de pelo menos eu me tornar são-paulino como ele, mas foi em vão. Virei corintiano, mesmo não sendo maloqueiro nem "falano na gíria, certo?"

Na escola, nos anos que foram sucedendo, eu peguei bronca do futebol. O motivo: eu me sentia desprezado por não saber jogar direito. Por causa disso eu me incomodava. Mas aí eu descobri o jogo de futebol entre amigos, e a minha raiva mudou: me mordia de raiva por não jogar tão bem quanto eu queria. Tinha vezes que eu me retirava do jogo por causa da decepção que eu me causava. (Já era "emo" e não sabia. #argh! ) Mas, na semana seguinte, lá ia eu tentar me divertir, mesmo correndo o risco de me chatear.

Até hoje não acompanho futebol assim como um aficcionado tradicional desse esporte no Brasil. Tanto que demorei um pouco pra descobrir o que é um zagueiro (só sabia quem era o goleiro) e demorei um pouco mais de anos pra aprender o que é impedimento. Mas nada disso me impediu - nem me impede - de ser um corintiano não maloqueiro, e muito menos de AINDA colecionar as figurinhas da copa do mundo...

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Novidades

Como vai, meu caro leitor? Tem passado bem? Se a resposta foi sim, fico feliz. Se não, melhoras.

Hoje este post servirá para divulgar o blog no qual eu também colaboro. (Bom, só colaboro em um. Esse eu sou o dono.) É o www.bjjacademia.blogspot.com  Esse blog servirá para mostrar a agenda de shows ou apresentações da escola Billie Jean Jazz, que fica situado no bairro do Vila Carmela, em Guarulhos, SP. Assim, no Observo e escrevo eu continuo postando as minhas observações - e, esporadicamente, o Charles posta as observações dele - e os shows da escola Billie Jean Jazz eu posto no www.bjjacademia.blogspot.com



Ah! Tenho outra novidade. Se vc quiser saber as atualizações deste blog em tempo real no Twitter, o endereço é @OEEblog . #fikdik

Bom, por hoje é só, e agradeço mais uma vez pela atenção.


sábado, 18 de setembro de 2010

Véspera dum grande dia

Ainda há tempo para se preparar para o show promovido pela escola de dança Billie Jean Jazz Academia. O show ocorrerá amanhã, no dia 19 (domingo), às 18:00 hs, e terá um resumo dos trabalhos que a escola realizou durante seus 19 anos.


A correria é grande, pois os últimos detalhes estão sendo observados. Figurinos, acessórios, playlist, alimentação, transporte, dançarinos, parte técnica - tudo (e mais um pouco!)  está sendo observado para que tudo corra bem. Se antes havia a dúvida de que se ocorreria o show, agora não mais. É amanhã, mas o convite continua de pé. Espero que o caro leitor esteja lá. O endereço do espetáculo está logo abaixo:






Estrada Caminho Velho, 333 - Itaquaquecetuba - Guarulhos
Mapa




quarta-feira, 1 de setembro de 2010

“O show irá acontecer?” Ajude-nos a conseguir a resposta “sim”

No dia 19 de setembro de 2010, às 18:00 horas, a escola Billie Jean Jazz irá expor seus trabalhos (entre eles vários Michael Jackson Cover) no Teatro Adamastor Pimentas, que fica dentro da Unifesp Guarulhos, na Estrada Caminho Velho, nº 333, no bairro dos Pimentas, perto do CEAG e do CEU Pimentas (veja no mapa). A entrada é franca e todos estão convidados.

O que motiva a realização desse show é, principalmente, a idealização duma coreógrafa que faz jus ao significado do nome Billie Jean (Grande Guerreira), e a vontade dos membros em simplesmente fazer arte – no bom sentido, é claro. Todos são dançarinos amadores, pois amam dançar.

Porém, todo evento cultural envolve custos, que incluem despesas, transporte, alimentação, figurino, taxas e mais taxas – mesmo quando você REALMENTE não lucra com o show e o seu único intuito é ganhar aplausos, que é o caso dessa academia – e a academia corre o risco de não ter o seu show executado por causa disso.

Eu sei que esse blog não possui milhões de visualizações, e muito menos entrou nos Trending Topics, mas eu, como amigo da coreógrafa, faço esse apelo. A academia tem seu valor cultural, mesmo não tendo muito apoio financeiro pra continuar com a escola. ( Se vocês vissem o tamanho da escola, entenderiam o que estou falando.) Mas nada forçado. Se quiserem nos conferir sem pagar, podem ir lá e nos assistir. Pode ser que não contribua para esse show (que irá acontecer, pois iremos dar o sangue para isso), mas poderá contribuir para o próximo com a convicção mais forte de que vale a pena investir uma pequena quantia nesta academia. (Não estou estipulando um preço. Faça conforme tiver resolvido em seu coração.)

Maria Herinalva Francisca dos Santos
Banco  Bradesco
Agência:  155
Conta: 47368-5

_____________________________________________________

Local: Estrada Caminho Velho, nº 333 – Pimentas – Guarulhos – SP (mapa)
Data e hora: 19 de setembro de 2010, às 18 horas
Entrada Franca
Maiores informações sobre o show: (11) 2439-9091

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Pode não parecer, mas isso é um post.

Bom, estou postando o que me vem à cabeça. Ando sem saber o que postar, e então resolvi recorrer a um dos recursos mais utilizados por aqueles que andam sem inspiração: o improviso. Sim, vou escrever aleatóriamente, mas sempre me preocupando em ter um começo, meio e fim.

Cheguei a pensar em falar sobre mortes absurdas cometidas contra jovens inocentes no país, como o guri que morreu na garupa da moto do pai no Ceará, o que foi supostamente confundido com um bandido em Itapecerica da Serra (SP), e que tais notícias me deixaram pra baixo do momento que ouvi a notícia até o fim do dia. Então, ando evitando ver o noticiário pra não me entristecer.

Cheguei a pensar em escrever sobre minha vida, mas resolvi pensar em outra coisa pra não deixar o blog repetitivo. Cheguei a pensar em escrever até mesmo sobre a psicologia moderna, mas não tenho a Internet tão livre assim para que eu possa usá-la sem me preocupar com o tempo. (Passar 3 dias na Lan House me custaria 1 mês de Internet Banda Larga em casa)

Mas, de pensar morreu o boi, e cá estou escrevendo o que me vem a mente. Isso servirá apenas de quebra-galho para que as minhas mãos não percam o costume de blogar e, quem sabe, não me ajude a ter inspiração num post futuro.

terça-feira, 22 de junho de 2010

Versos pós-TCC

Nada como um marco na vida de um poeta pra ele se inspirar e escrever. Como eu já falei em posts passados, o TCC andou me aterrorizando. Mas, o que eu tirei de positivo depois que me apresentei está escrito nos versos abaixo. (Texto criado no mesmo dia da defesa do meu TCC, ou seja, 18/6/2010)

Então? Como fiquei?

Será que passei?
Será que fiquei?
Me recuperei?
O quê?! Eu dancei ?

Por que eu não sei
o fim que terei?
Bom, eu não sei!
Só sei que eu sei
que eu não direi:
"Eu não tentei..."

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Ela pediu e eu postei ( texto de @ingrid_dee )

No dia 8 de junho, em pleno TCC com seus momentos finais, eu sou surpreendido por uma jovem guria de nome Ingrid. Ela foi curta, grossa e meiga ao me passar um papel. 'Eu vendo as minhas coisas, olha o que eu achei. Pra vc por no seu blog. Mas lembre-se que eu estava num momento muito deprê, tá? :)'. Eu li e pensei: 'Vou postar!'

A seguir, versos simples de uma pequena notável, que cai como uma luva para apaixonites adolescentes. (Adultos também têm, mas na adolescência é mais comum.)

(Sem título)

Só quero um mundo
em que dizer "te amo"
não me deixe no fundo
e seja de todo verdadeiro.

Se for pra dizer que ama,
que seja uma vez na vida
para uma pessoa especial,
e que seja a mais pura verdade,
sincera e sem falsidade,
para que tudo acabe sem dor,
sem cicatrizes; somente amor.
                                                                                                                                              Ingrid Arruda

domingo, 6 de junho de 2010

Obrigado

 Eu fico vendo outros blogs por aí, e vejo que eles tem posts novos em intervalos mais curtos, como a cada 3 ou 4 dias tem um post novo. No meu caso, eu vi que tenho um post novo a cada mês praticamente.

Na verdade, eu fiz um cálculo de quantos posts eu já postei aqui e dividi pelo número de meses que este blog está no ar. Eu vi que a média de posts ficou em cerca de 2,5 por mês. Ou seja, eu não posto tanto quanto um blog de "trocentos" acessos.

Mas acho que vai demorar até eu consegui chegar a um número um pouco maior de posts mensais. Acredito que eu ainda seja meio lento quanto a desenvolver idéias. Talvez eu esteja enganado, mas só o tempo dirá se estou.

O que eu sei é que tenho que agradecer aos meus poucos, mas constantes, leitores que sempre prestigiam este humilde blog. Mesmo eu não fazendo uma divulgação massiva com frequência, não é difícil eu ver a maioria de meus posts comentados. Como eu já disse num dos meus primeiros posts, se eu posto é pra que alguém leia. Então, muito obrigado por ter lido! Outros posts "mensais" virão. :)

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Pois é... (Momentos finais do TCC)

A cada dia que passa parece que se aproxima cada vez mais a consagração do meu fracasso momentâneo como profissional em formação. Meu processo de aprendizagem está sendo dolorido, pois um sujeito que se bloqueia em momentos de crise causa desconforto na equipe, que precisa de alguém que traga soluções, não problemas. E ter consciência disso e ficar martelando machuca e irrita mais ainda.

Mas, como eu disse, é um processo de aprendizagem. Não posso esquecer disso nunca, pra não entrar em paranóia completa. A sensação que dá é que os cochichos são a seu respeito, que o PRINCIPAL E ÚNICO motivo da derrota é você ter ficado pilhado em um momento importante de sua vida. A culpa não é dos outros. É minha. :\

Bom, agora é esperar o resultado final das coisas. Talvez será uma completa catástrofe, talvez um sucesso razoável, talvez nenhum dos dois, só não posso é sofrer por antecipação. (Tarefa difícil essa!)

A única coisa que me resta é segurar as pontas e esperar chegar o grande dia. Então, depois do dia 18 deste mês saberei se vou ficar retido ou se conseguirei contribuir - nem que seja numa ínfima parte - para o sucesso do grupo. :\

sábado, 15 de maio de 2010

Despedida do trema - Texto de @lucasns

O texto que vocês verão mais abaixo eu achei numa revista feita por universitários e para universitários. (Serve pra quem não é também.) Essa revista é a Offline. 

Segundo eles mesmos, a revista foi "lançada em março de 2008", e "é a maior publicação voltada para o público jovem universitário no Brasil, com 700 mil exemplares e distribuição nacional e concentração na região Sudeste, especialmente em São Paulo". O legal é que essa revista é colaborativa, ou seja, a maior parte das matérias são feitas por leitores. (Lógico que tem uns editores fixos pra organizar tudo) Ela é impressa e é distribuída em entradas de universidades, mas possui o conceito do Creative Commons, ou seja, inteiramente liberado para o uso de quem quiser sem ter que se preocupar com os direitos autorais - só não vale dizer que foi você que fez sendo que não fez.

Eu, que gostei demais de um dos textos, resolvi postá-lo aqui no meu blog. Primeiro, leiam o texto e, se houver interesse, o Twitter e o Hotmail do autor original eu vou deixar disponível no final do texto. Leiam e se deleitem com a inteligência clara de Lucas Nascimento da Silva.


Despedida do Trema


Estou indo embora. Não há mais lugar pra mim.

Eu sou o trema

Você pode nunca ter reparado em mim, mas eu estava sempre ali, na Anhangüera, nos aqüíferos, nas lingüiças e seus trocadilhos por mais de quatrocentos e cinqüenta anos. Mas os tempos mudaram. Inventaram uma tal de reforma ortográfica e eu simplesmente tô fora. Fui expulso pra sempre do dicionário. Seus ingratos!

Isso é uma delinqüência de lingüistas grandiloqüentes!

O resto dos pontos e o alfabeto não me deram o menor apoio... A letra U se disse aliviada porque vou finalmente sair de cima dela. O dois-pontos disse que eu sou um preguiçoso que trabalha deitado enquanto ele fica em pé. Até o Cedilha foi a favor da minha expulsão, aquele C cagão que fica se passando por S e nunca tem coragem de iniciar uma palavra. E também aquele obeso do O e o anoréxico do I. Desesperado, tentei chamar o ponto final pra trabalharmos juntos, fazendo um bico de reticências, mas ele negou, sempre encerrando logo todas as discussões. Será que se deixar um topete moicano posso me passar por aspas?

A verdade é que estou fora de moda. Quem está na moda são os estrangeiros,  é o K, o W.  "Kkk" pra cá, "www" pra lá. Até o jogo da velha, que ninguém nunca ligou, virou celebridade nesse tal de Twitter, que, aliás, deveria se chamar TÜITER.

Chega de argüição, mas estejam certos, seus moderninhos: haverá conseqüências! Chega de piadinhas dizendo que estou "tremendo" de medo.

Tudo bem, vou-me embora da língua portuguesa. Foi bom enquanto durou. Vou para o alemão, lá eles adoram os tremas.

E um dia vocês sentirão saudades. E não vão agüentar.

Nos vemos nos livros antigos. Saio da língua para entrar na história.

Adeus,

Trema.

----------------------------------------------------------------

Gostaram? Não gostaram? Mais ou menos? Então não deixem de comentar aqui no blog e de falar com o autor. A seguir os contatos do autor original.

E-mail: lucasns@gmail.com
Twitter: www.twitter.com/lucasns
Blog: www.oblogk.blogspot.com

Gostei. Logo, indico.

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Observo e escrevo no Prêmio Top Blog.

Este blog está concorrendo ao Prêmio Top Blog 2010. Até o presente momento (escrevi este post no dia 2 de maio e programei para entrar no ar hoje, dia 6) são mais de 76 mil blogs concorrendo a esse prêmio, muitos deles muito bons e/ou muito populares. A tendência, creio eu, é que esse número aumente.

O leitor deste humilde blog sabe que este blog não tem um público gigante, com mais de um milhão de acessos por dia. (Na verdade, não têm nem 20 direito!) Mas resolvi participar mesmo assim. Vamos ver no que dá. Espero conseguir ficar no TOP 70000. (Sonhar não custa nada, né?)  Por isso, caro leitor, eu te peço: Se gostou do que andou lendo aqui, indique a seus amigos, e vote neste blog, clicando no selo do Top Blog no lado direito da tela, ou na imagem colocada neste post.

Desde já agradeço por ter lido - e em breve agradecerei por ter votado ;)

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Aos meus queridos - e pacientes! - pais

Eu posso agradecer a Deus pelos pais que possuo. Eles são pessoas que me ajudaram e me ajudam até hoje. Mas, eu acho que estou deixando eles cada vez mais tristes com as minhas neuroses.

Eu tenho um defeito: me pilho fácil quando acho que não sou capaz. (Quem já leu meus outros posts já deve ter percebido isso.) Começo a me contorcer de raiva, começo a me avacalhar demais, quase que me humilhando na frente dos outros. E meus pais, que pela tradição deveriam ser as pessoas que me cobrariam resultados, são as que mais se empenham em me fazer relaxar.

Mas fica difícil relaxar quando eu sei do investimento que eles estão fazendo em mim. Por mais que eu entristeça a minha mãe com os comentários pessimistas a meu respeito, ela não desiste de mim. Acredito que muita gente já deve ter dito: "Ela já devia ter desistido desse moleque era a muito tempo, isso sim! Quem sabe assim ele acorda! A vida não está fácil pra ninguém, e a vida é dura pra quem é mole!" Verdade. E é isso que me incomoda ainda mais. Tanta gente com bem menos recursos do que eu se mostram bem mais empreendedoras, se mostram tão mais energéticas, focadas, e muito mais competentes do que eu. Eu mal estou dando conta do meu serviço na escola, que dura só 4 horas! Tudo bem, gasto 2 ou 3 horas pra ir a escola, depois gasto 3 horas estudando, mais 4 horas no serviço e mais 2 ou 3 horas pra voltar pra casa, mas ajo como se eu não fosse duma família pobre, que pudesse se dar ao luxo de estudar sem precisar trabalhar. (Sonha, mané!) E o que mais me chateia é eu ver que já tenho 23 anos, e me sinto um guri de 16. Enfim, estou verde e ferrado!

Somo tudo o que foi escrito no parágrafo anterior com a raiva que sinto em não ter começado o projeto de TCC como deveria. Logo, dum começo ruim é difícil um decorrer suave. E o pior: NÃO SEI COMO DECORRER! Estou me mostrando um gerente incapaz, que não sabe liderar a si mesmo, que dirá os outros membros do grupo. Eu insisto em tentar fazer do jeito certo, mas a minha cabeça só pensa: "Fez tudo errado!", "Está tudo errado!", "Não dá tempo de consertar!", "Você vai afundar o grupo!", "Você vai fracassar!" Meus Deus do céu! É duro ter que conviver comigo 24 horas por dia. (E mais duro ainda é saber que tenho um emo desmotivado dentro de mim! AAAAAAAAAAH!)

Se eu me incomodo com as minhas neuroses, que dirá quem não é eu. E as pessoas que mais sofrem por minha causa são as que mais me amam. E me dói saber disso. :\ Não me agrada nem um pouco isso. Não fico dizendo por aí: "Eu sou assim, ninguém vai mudar o que sou". Quando se trata das minhas neuroses, eu digo: "Eu estou assim, e estou LUTANDO pra mudar!" Sou neurótico, mas tenho coração. :\

Então, eu peço a vocês, pai e mãe - minha noite e meu dia - que escutem esta canção, e que se lembrem sempre do amor que eu sinto por vocês, mesmo quando estou em crise.

quinta-feira, 18 de março de 2010

Quem tem medo do TCC

(Se você não sabe o que é um TCC, clique aqui antes de ler.)

Pra tantos é tão fácil.
Pra outros nem tanto.
O que aqui faço diante do medo do fracasso?
Não me interessa! As mangas arrregaço!
Mesmo sendo verde eu não fujo da luta,
Pois eu reconheço: não é essa a conduta.
Um homem, na vida, terá muitos medos
(E eles começam tão logo, tão cedo....)
Não será um TCC que vai me abater
Entrei nesse jogo pra ganhar, pra vencer!

segunda-feira, 15 de março de 2010

Reflexo

Você olhou pra mim
E eu olhei pra você.

Tu e eu, eu e tu.
Diante do espelho nós somos um.


(Inspirado num verso do blogueiro Caio Ranieri. Porém, se esse verso acima ficou tosco, a culpa foi minha.)

terça-feira, 2 de março de 2010

Quem reclamou?

Reclamar - algo que muita gente faz. Afinal, existem muitos direitos para serem adquiridos e muitas injustiças ocorrendo. Motivos é que não faltam para se reclamar.

Ao mesmo tempo em que existem motivos para se reclamar, existem motivos para se agradecer. Porém, para as pessoas que SÓ reclamam é fácil desperceber o que já possuem de valioso. Um bom exemplo é um sujeito com um largo sorriso no rosto andando de cadeira de rodas, enquanto que a algumas quadras de sua casa mora um sujeito com as duas pernas funcionando, e que com nada se satisfaz.

Reclamar muitas vezes se mostra necessário, para mostrar o que anda errado. Porém, reclamar por reclamar, sem propor uma solução, é pura besteira . É coisa de gente que se diverte se chateando e chateando os outros a sua volta. Não quer ver beleza, pois a graça que encontra é arranjar o único assunto que conhece: a futrica.

Esse post não foi feito apenas para o seu vizinho chato ou seu colega de trabalho mala. É pra você, caro leitor, também refletir, se também não anda com essa doença. Sabemos muito bem que a vida não anda fácil. Por mais que a situação financeira do sujeito seja a melhor possível, sempre tem algo que o chateia. Mas se prestar atenção, verá que tem muito mais coisas que podem fazer dos nossos dias os melhores possíveis.

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Enchentes

Mesmo sendo minha terceira postagem aqui, suponho que a maioria dos leitores não me conhece, e como realmente nunca fiz nenhuma apresentação, convém fazê-la agora mesmo. Meu nome é Charles (nome verdadeiro), tenho 16 anos, sou estudante e moro na cidade de Curitiba. O Charlie, autor deste blog, gostou dos meus textos no meu blog e me convidou para escrever esporádicamente aqui, no Observo e Escrevo. Depois de um bom tempo, cá estou de novo.

Tenho acompanhado no noticiário os problemas de São Paulo e várias partes do país com enchentes. Percebi que o problema se repete a todos os verões, penso que podiam aprender alguma coisa com a Holanda, mas enfim, este ano parece mais preocupante que todos - pensando melhor, o janeiro em que deu seca na Amazônia foi mais preocupante -. Ouvi muita gente reclamar do poder público, da natureza, e mesmo não sendo defensor do governo nem deste ou daquele partido, convém colocar uma questão muito importante. Não é nem a ocupação inadequada em certas áreas, pois se as pessoas pudessem morar em lugar melhor suponho que o fariam.

Não, falo aqui de uma atitude muito simples que todo mundo pode mudar, todo mundo está careca de saber e por negligência, pra não dizer puro relaxo, alguns muitos insistem no erro. As pessoas jogam lixo nas ruas! E não importa quantas vezes desentupam os boeiros, limpem os rios, interditem áreas de risco, nada vai mudar se as pessoas não corrigirem este mau hábito. Reclamo sim quando vejo jogarem lixo na rua, porque é como se estivesse jogando na minha casa, sem clichê nenhum, já andei em rua inundada e é bem frustrante pensar que aquela situação foi causada por relaxo de alguns. É o mínimo não jogar lixo na rua, ou pior ainda, no próprio rio! Mas por favor, não se omitam. Você ficaria quieto vendo alguém jogar sujeira na sua casa? Não há necessidade de ser grosseiro ou mal-educado, já catei o papel que uma pessoa jogou no chão, devolvi pra ela sorrindo e disse "olha, você derrubou isso, acho que é seu", ela ficou muito embaraçada e depois jogou na lata que estava alguns metros em frente.

Aproveitando o assunto, evitem também usar sacola plástica e procurem produzir menos lixo de uma forma geral, em muitos países a sacola plástica é cobrada em dinheiro, e em outros há uma multa para quem excede a produção média de lixo por pessoa. Prestem atenção também nos candidatos que vão se promover ajudando as vítimas da enchente, e depois vão encher a rua de novo com aqueles lindos papéizinhos de campanha.

Era o que eu tinha a dizer por hoje, sinto por não ter sido lá muito diplomático, e se alguém tem algo a dizer pode comentar aqui, ou me procurar no meu blog ou e-mail (é só clicar ali no nome do autor do post ou no canto no meu nome depois do Charlie como escritores do blog). Até mais!